Monday, 28 November 2011

Krona Pola



Os leões estão despertos, ela disse.

Maneira particular com que falamos um ao outro nos domingos

naquela ilha, euro-asiática,

lar de alguns dos mais velhos poços de água do mundo,

lugar dos mais antigos exemplos de domesticação felina

de onde ela veio para me abrir

tão amplamente que agora é incompreensível

e em particular não entendi

nos três primeiros segundos,

no cheiro em Atenas em setembro de lápis apontados,

na palidez das nuvens que atravessamos,

o que aconteceu,

e gritei, apenas pra mim,

contra os ventos que empurravam o som de volta para dentro:

Me deixe subir de novo,

como a criança que corre para o escorregador mais uma vez

Sim, os leões estão despertos.

Eu vi a imensidão, e quis seguir caindo.

E vi água em ti.


1 comment:

Anonymous said...

agapi mou...
albion road...
so many memories... so many moments