Friday, 5 August 2011

Por que respeito e admiro Amorim!


Em 2009, a revista Foreign Policy

, uma das mais respeitadas publicações de política externa do mundo, apontou Celso Amorim como o melhor chanceler do mundo. No ano a seguinte, a mesma revista escolheu-o como um dos cem pensadores globais mais importantes do planeta. Só quem parece não ter descoberto isso foi a imprensa brasileira que, durante a gestão de Amorim no Itamaraty, apresentou-o como se fosse “um nacionalista fundamentalista que não gostava dos Estados Unidos”, criticando-o a partir de “uma visão pelega e subserviente de política externa”.


“Celso Amorim wouldn't crack a smile at the old canard that Brazil is the country of the future, and always will be. The wily and urbane Brazilian diplomat, finishing off his second term as foreign minister, has done his utmost to make his country an international powerhouse -- right now.”


“Celso Amorim, has masterminded a transformation of Brazil's role in the world that is almost unprecedented in modern history. He has been Lula's foreign minister since 2003 but I think there is a fair case to be made that he is currently the world's most successful foreign minister.”


Amorim é responsável por uma linha de política externa que colocou o Brasil em outro patamar no mundo. E ele agora é o Ministro de Defesa. Ao fim e ao cabo, foi sempre sobre defesa.


BBC Hard Talk interviews Celso Amorim (in 2009) (in English)

2 comments:

Juliana Vitorino said...

Queria apertar o botãozinho de me gusta 10 vezes! A comunidade internacionalista tá que é só sorrisos! Amorim, sim, é que é O cara. Intelectualidade, simplicidade e perspicácia com uma classe de dar inveja. Além de inspiração pra muitos internacionalistas, o bicho ainda foi responsável pelo sopro de esperança que muita gente sentiu ontem em relação ao Governo Dilma.
E, sim, as relações internacionais, sobretudo as estatais, ao fim e ao cabo, são sempre sobre segurança. Afinal, o que pensar de um campo que surgiu a partir de uma guerra? O bom é que a diplomacia brasileira tem uma percepção e uma abordagem diferenciada nesse tema. E isso diz muito quando temos uma nomeação como a do Amorim e temos consultores de RI para segurança intl' no M.Defesa, como é o caso do Antonio Jorge Ramalho, da UNB, um dos melhores pensadores de RI do Brasil. É, eu gosto desse povo das RI... =P

Anonymous said...

very interesting agapi.
e.xxx